Publicidade
Início Newsletter Decisão sobre Huawei no 5G será tratada entre Fabio Faria e Jair...

Decisão sobre Huawei no 5G será tratada entre Fabio Faria e Jair Bolsonaro

Ministro Fábio Faria. Foto: Cléverson Oliveira/MCom

O ministro Fabio Faria disse em coletiva nesta terça-feira, 8, que qualquer assunto sobre a implantação do 5G no Brasil será tratado pelo Ministério das Comunicações e a Presidência da República, e que qualquer decisão sobre fornecedores – ou seja, a presença da Huawei – e o leilão ficará para o ano que vem. Na ocasião, Faria informou que a reunião que teve com os presidentes das operadoras sobre o 5G antes da coletiva foi “muito produtiva”.

Fabio Faria deixou claro que o fluxo sobre o assunto será tratado entre ele e o presidente da República, e não a cargo da decisão do conselho diretor da Anatel sobre a proposta do edital do leilão de 5G. Sobre as recentes declarações do vice-presidente Hamilton Mourão sinalizando pela neutralidade a favor da Huawei para fornecer equipamentos para a tecnologia de quinta geração móvel, Faria disse que o vice-presidente é livre para se expressar, mas que cuidará de outro assunto.

“O vice-presidente Mourão tem as prerrogativas para falar sobre qualquer assunto. Ele tem o direito de exercer a liberdade de expressão. Mas como eu disse, esse tema será tratado entre mim e o Presidente da República. Além disso, o presidente Mourão está a frente com o Conselho da Amazônia, que demanda muita atenção e muito trabalho, o que o pode deixar sem tempo para tratar do tema do 5G”, afirmou o ministro das Comunicações. Em outra solenidade, o presidente Jair Bolsonaro declarou que só receberá em audiência para tratar de 5G quem estiver acompanhado do ministro Fábio Faria e reiterou que este assunto é da responsabilidade do Ministério das Comunicações.

Notícias relacionadas

Críticas à imprensa

Fabio Faria teceu críticas aos meios de comunicação, dizendo que há muita especulação sobre o assunto e até mesmo alegando haver matérias plantadas – o ministro não citou quais e nem apresentou provas da acusação. Por isso, disse Faria na coletiva, ele resolveu chamar os presidentes das operadoras para discutir o assunto e pontuar que ele e o presidente Jair Bolsonaro assumirão o tema dentro da Esplanada.

O tema sobre uma possível restrição à equipamentos da Huawei no 5G do Brasil também tem sido objeto de movimentações no poder legislativo. Há duas semanas, o presidente Rodrigo Maia anunciou que criará um grupo de trabalho para acompanhar a implantação da tecnologia no Brasil.

A líder do GT, deputada Perpétua Almeida (PCdoB-AC), já disse que a discussão sobre a implementação da tecnologia deve ser técnica e que banir a Huawei do fornecimento dos equipamentos para a infraestrutura de rede do 5G pode significar um prejuízo tecnológico para o país.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile