HTC usa patentes adquiridas do Google para processar Apple

A fabricante taiwanesa de smartphones HTC utilizou nove patentes adquiridas do Google para fundamentar as ações movidas contra a Apple por violação de propriedade intelectual. Em uma delas, aberta na terça-feira, 6, na Corte Distrital de Delaware, nos Estados Unidos, no qual acusa a dona do iPhone e do iPad de quebrar seis patentes relacionadas às tecnologias sem fio e de displays, ela realizou alterações. Cinco das patentes foram compradas do Google na semana passada, segundo documentos apresentados ao Escritório de Marcas e Patentes dos Estados Unidos.

A fabricante também alterou um processo aberto no mês passado na Câmara de Comércio Internacional do país (ITC, na sigla em inglês). Na realidade, a HTC adicionou a esse processo as patentes em questão. Paralelamente, ela ingressou com uma nova ação, na quarta-feira, 7, na mesma Corte de Delaware, na qual acusa a Apple de quebrar mais quatro patentes recém-obtidas do Google, o que totaliza as nove tecnologias adquiridas do gigante das buscas.

“A HTC irá continuar a proteger suas tecnologias patenteadas contra violações da Apple até que elas cessem. Acreditamos que temos a obrigação de proteger nosso negócio, nossos parceiros e consumidores, que amam usar nossos produtos”, afirmou a conselheira geral da HTC, Grace Lei. Os processos da empresadevem ir a julgamento no próximo mês.

Uma porta-voz da Apple reforçou o posicionamento anterior da empresa, e sustenta  que foi a HTC que quebrou patentes da empresa. “A competitividade é saudável, mas rivais devem criar suas próprias tecnologias, não roubar a nossa.”

Com as alterações nas ações, a briga travada pelas empresas de tecnologia nos tribunais tende a se acirrar. Parte das patentes usadas para atualizar o processo pertenciam originalmente à Openwave e à Palm, adquiridas depois pelo Google. E outra parte delas, utilizada na nova ação impetrada ontem na Corte de Delaware, foi comprada pelo Google com a aquisição da Motorola Mobility, antes de serem transferidas à HTC na semana passada. A fabricante é uma das principais parceiras do Google no mercado de mobilidade, já que é uma das maiores usuárias do sistema operacional Android, que equipe seus smartphones e tablets. O sistema do Google, no entanto, tem sido alvo de uma série de processos nos últimos meses por quebra de propriedade intelectual.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.