Abert considera "preocupante" a antecipação do leilão das faixas de 700 MHz para 2013

As recentes declarações do ministro Paulo Bernardo de que o leilão das faixas de 700 MHz poderá ser feito para as empresas de celular já no ano que vem acenderam a luz amarela entre radiodifusores. A Abert (Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão) soltou nota à imprensa na qual diz considerar  "preocupante a intenção de antecipar o leilão da faixa de 700 MHz para ceder espaço a prestadores de serviço pago". Como se sabe, a faixa de 700 MHz é ocupada e destinada, hoje, apenas aos serviços de radiodifusão, ainda que o governo já tenha sinalizado a intenção de rever esta destinação para contemplar também a banda larga móvel, sobretudo após a transição da TV digital, que em tese desocupará o espectro.

Notícias relacionadas
"De forma surpreendente, as empresas de telefonia demonstram interesse em ocupar mais espectro no momento em que é notória sua dificuldade em atender o usuário de forma adequada", diz a nota da Abert. "Alertamos que a medida pode comprometer o acesso de uma grande parcela da população ao sinal dos canais de televisão aberta que chegam a 96% dos domicílios brasileiros, com conteúdo livre e gratuito", diz a manifestação assinada pelo presidnete da associação, Emanuel Soares Carneiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.