Medida cautelar determinou interrupção das vendas do Vésper Portátil

O conselheiro da Anatel, Luiz Tito Cerasoli, disse que a Vésper foi advertida, por meio de uma medida cautelar expedida pela própria agência, a parar a comercialização do Vésper Portátil e adequar à regulamentação os telefones vendidos. Ou seja, a empresa deve restringir a mobilidade dos aparelhos em funcionamento. Segundo Cerasoli, a medida cautelar foi entregue à empresa esta semana.
O conselheiro Cerasoli explicou que quando um Pado (procedimento de apuração de descumprimento de obrigação) é aberto, a agência pode, se achar necessário, adotar uma medida cautelar, que foi o que aconteceu com a Vésper, no caso do Vésper Portátil. Eventuais sanções serão definidas quando o Pado for concluído.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.