Oi corrige balanço financeiro e reduz prejuízo no primeiro trimestre

Na noite da última quarta-feira, 7, a Oi apresentou uma retificação no seu balanço financeiro do primeiro trimestre. Com as mudanças, o prejuízo líquido de R$ 3,508 bilhões apurado entre janeiro e março foi corrigido para R$ 3,041 bilhões.

"A reapresentação […] decorreu da necessidade de correção das despesas/custos com depreciação dos ativos não circulantes que pertencem ao grupo de ativos classificados como ativos mantidos para venda que não foram cessadas durante este período, e deverão permanecer assim até a conclusão das operações", afirmou a empresa, em comunicado ao mercado.

Com isso, R$ 706 milhões foram adicionados ao ativo circulante da Oi no período – que passou de R$ 34,1 bilhões para R$ 34,8 bilhões.

Notícias relacionadas

Já o resultado líquido das operações descontinuadas – ou o segmento móvel e a TV por assinatura direct-to-home (DTH) – passou de R$ 70,4 milhões negativos para R$ 396 milhões positivos, em ajuste de R$ 466,5 milhões.

O resultado final foi um prejuízo trimestral de R$ 3,041 bilhões e 51% menor que a perda de R$ 6,2 bilhões apontada entre janeiro e março de 2020. Já no quatro trimestre do ano passado, a Oi apurou lucro líquido de R$ 1,798 bilhão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.