Huawei assina memorando para 5G em operação de mineradora em Minas Gerais

Tânia Rêgo/Agência Brasil

A Huawei anunciou nesta quarta-feira, 8, a assinatura de um memorando com a Sul Americana de Metais (SAM) para desenvolvimento e aplicação efetiva do 5G em mineração não tripulada na operação do Projeto Bloco 8, que prevê a extração e beneficiamento de minério de ferro no norte de Minas Gerais. Segundo a Huawei, há oportunidade para operadoras de telecom entrarem no acordo.

Segundo o CEO da SAM, Jin Yongshi, a intenção é que o trabalho conjunto quebre o gargalo das operações autônomas atuais. "Hoje já existem caminhões e máquinas de perfuração autônoma e alguns outros equipamentos necessários para a operação de mineração que podem ser controlados remotamente. Porém, precisaremos integrar enormes caminhões autônomos e equipamentos de controle remoto em um sistema de rede", afirmou

"[Para isso], será necessário que máquinas imensas se comuniquem com o centro de comando, de forma eficiente com baixa latência e operem com segurança em uma única cava. Comparado com a rede 4G, o 5G tem a vantagem de velocidade e largura de banda muito maiores e latência muito menor", pontuou Yongshi. A SAM é controlada pela empresa chinesa Honbridge Holdings.

CEO da Huawei Brasil, Sun Baocheng afirmou que há intenção de "incluir as operadoras nas negociações, a fim de contribuir para o aprimoramento da tecnologia e fornecer serviços de telecomunicações de melhor qualidade às comunidades locais". Além disso, a empresa também pretende capacitar mão de obra local em 5G, inteligência artificial e nuvem ao lado de instituições de ensino, bem como criar um Centro de Inovação Tecnológica na região assim que o Projeto do Bloco 8 entrar em operação. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.