Claro foca em áreas nobres do Rio e de São Paulo para lançamento do 5G

O lançamento do 5G da Claro será na próxima semana, com cobertura inicial nas áreas nobres das capitais Rio de Janeiro e São Paulo. Segundo a operadora nesta quarta-feira, 8, essas áreas foram escolhidas por terem maior demanda de tráfego. A empresa promete expandir as áreas de cobertura, mas ainda guarda a informação por questões de estratégia. 

As áreas escolhidas em São Paulo são as mais nobres. Inicialmente, a tecnologia será implantada na região da Avenida Paulista e Jardins. Nas semanas seguintes, deverá se expandir pelos bairros Campo Belo, Vila Madalena, Pinheiros, Itaim, Moema, Brooklin, Vila Olímpia, Cerqueira César, Paraíso e Ibirapuera, além da região da Av. Berrini e também de Santo Amaro, onde fica a sede da Claro (próxima à Av. das Nações Unidas). 

Já no Rio de Janeiro, os primeiros pontos de cobertura estarão em Ipanema, Leblon e na Lagoa. Na seqüência devem se expandir por toda a orla, do Leme até a Barra da Tijuca, passando por Jardim Oceânico, Joá, São Conrado e Copacabana.

Comunidade

A empresa promete também a extensão da rede para a comunidade de Paraisópolis, na zona sul paulistana. Essa instalação é uma parceria do Instituto Claro em parceria coma Ericsson e a Central Única das Favelas (CUFA). O objetivo é de levar a conectividade para disponibilizar aplicações de telemedicina e educação a distância no contexto da pandemia do coronavírus.

Em Paraisópolis, o Instituto Claro levará a rede 5G para as organizações Mães da Favela, onde haverá acesso Wi-Fi para crianças e adolescentes utilizarem conteúdo educacional; e no Instituto Pró-Saber, também com fins educacionais, apoiando pesquisa de crianças, adolescentes e professores. Nas duas, será disponibilizado acesso gratuito ao projeto Missão Covid, que dá acesso a mais de 1,2 mil médicos voluntários.

Planos

A Claro ainda não detalhou planos, mas afirma que o 5G DSS (de compartilhamento dinâmico de espectro) não teria valor mais caro do que os planos do 4G. A empresa também não informou se há necessidade de novos chips, mas é provável que sim. A operadora sugere que as franquias ofertadas serão as mesmas. O único celular atualmente compatível no portfólio da companhia é o Motorola Edge, ainda em pré-venda.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.