Venda no Brasil de smartphones sobe 33% no 1º tri de 2015, diz IDC

O número de smartphones comprados por brasileiros no primeiro trimestre de 2015 foi de 14 milhões, um aumento de 33% se comparado ao mesmo período no ano anterior. O estudo da IDC Brasil, empresa de inteligência de mercado, revela que 90% desses aparelhos possuem o sistema Google Android e 30% têm possibilidade de usar a conexão de Internet com banda larga móvel 4G. Os dados ficaram acima da expectativa da consultoria, que esperava uma venda de 13,5 milhões de smartphones nos três primeiros meses do ano.

Notícias relacionadas
Um dos principais motivos para o crescimento das vendas no começo de 2015, um período que historicamente é fraco  se comparado com os outros trimestres do ano foi a antecipação das compras pelo varejo online e físico, substituindo as operadoras como principal fluxo de vendas.

No entanto, a empresa espera que o aumento do dólar e o cenário econômico desfavorável no Brasil poderão reduzir as vendas de celulares no resto do ano. Antes a empresa previa 63,5 milhões de smartphones vendidos em 2015, agora a previsão é de 58 milhões.

Se o comércio de smartphones subiu no período, os celulares de entrada (feature phones) tiveram queda de 54% em suas vendas, com 1,2 milhão de peças comercializadas. A IDC Brasil lembra que ao final de 2014, 45% da população brasileira ainda possuía esse tipo de celular.

Alta nos preços

Os aparelhos mais vendidos no primeiro trimestre foram os smartphones intermediários, com valores entre R$ 450 e R$ 999, sendo que o tíquete médio deles ficou em R$ 790. Os intermediários ainda tiveram em média um aumento de R$ 30 a R$ 60. E os aparelhos top de linha, acima de R$ 1 mil, tiveram aumento entre R$ 100 e R$ 200. De acordo com a IDC Brasil, os principais motivos para o aumento dos smartphones no período foram as exportações de peças e a alta do dólar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.