Provedores criam empresa para comprar banda em grande quantidade

Provedores de internet criaram uma empresa para comprar banda em grande escala e assim conseguir reduzir custos na negociação com fornecedores. A Unotel, que nasceu em 2006 como uma associação de provedores, hoje é uma Sociedade Anônima de capital fechado que tem cerca de 180 provedores sócios e vende capacidade de rede para mais de 300 companhias.
A dificuldade em conseguir capacidade de rede, o insumo principal de um provedor de internet, a preços razoáveis, é talvez a principal barreira de crescimento dos pequenos provedores. A Unotel procura trabalhar com fornecedores de porte médio e, como compra capacidade na casa dos Gbps, é um cliente importante para essas companhias, o que lhe dá não só condições melhores de negociação mas também um tratamento diferenciado. "Nossos provedores estavam nas mãos das operadoras. Depois que a Unotel foi criada e passamos a negociar banda na casa dos Gbps, elas estendem um tapete vermelho para você passar", afirma o diretor-presidente da Unotel, João José Ranzani.
Segundo ele, a empresa já dá lucro e o faturamento gira na casa dos R$ 1,5 milhão por mês. Hoje, a atuação da empresa é concentrada no norte de São Paulo e em Minas Gerais, estado onde nasceu a companhia. Ranzani, explica que a Unotel está em um processo expansão. Para conseguir a adesão de novos clientes e sócios, haverá encontro de provedores no Rio de Janeiro, depois em Fortaleza e por último em São Paulo, durante a Futurecom.
Valor agregado
A Unotel também está procurando diversificar o seu negócio, partindo para oferta de serviços de valor adicionado. A companhia tem uma solução de telefonia IP, em que o cliente/provedor não precisa adquirir nenhum equipamento a não ser aqueles que vão na casa do usuário final. "Para o provedor é só colocar o equipamento na ponta. É uma solução que usa cloud computing", explica o executivo. Outro serviço de valor agregado é uma solução de ERP, desenhada especificamente para o negócio dos provedores que contém análise da banda utilizada, billing de VoIP etc.
Além destes produtos, a Unotel ainda pode ajudar seus clientes na construção da última milha de suas redes. Esse trabalho pode ser feito de duas maneiras. Ou a companhia atua como se fosse um agente entre o provedor e o fornecedor e recebe uma participação por isso. Ou a própria Unotel faz o projeto e especifica os equipamentos para que um terceiro credenciado execute o serviço. "No geral, preferimos ser agente e ganharmos uma participação", diz Ranzani.
Telebrás
A Unotel não vê a reativação da Telebrás como uma concorrência para o seu negócio. Segundo o executivo, vários membros do conselho de administração da companhia se reuniram com Rogério Santanna, presidente da Telebrás, e a impressão que ficou é a Unotel poderá ser cliente da Telebrás.
A empresa tem hoje cerca de 25 funcionários diretos e transferiu sua sede de Lagoa Santa (MG) para São Paulo. E os planos são ambiciosos. Em dois ou três anos, a ideia é abrir o capital.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.