Leilão do 5G pode sofrer atrasos por causa da covid-19, diz Anatel

O presidente da Anatel, Leonardo Euler de Morais, ainda não se compromete em estabelecer datas ainda para a realização do leilão de 5G. Por outro lado, reconhece que houve impacto da pandemia do coronavírus (covid-19), sobretudo na realização de pré-testes de campo, e isso pode levar a um adiamento. Morais deixa subentendido que há uma grande possibilidade de que o certame não seja realizado em 2020 e atrase – ainda que não se saiba o quanto. Sem contar o impacto econômico nas operadoras.

A Anatel esperava ainda mais um mês de realização de testes de campo para a faixa de 3,5 GHz, mas a covid-19 acabou por impor restrições de deslocamento, além do isolamento social. Assim, a agência ainda espera ter alguma ideia de quando haverá um relaxamento das medidas da quarentena para poder voltar aos testes. "Fizemos em paralelo simulações computacionais, que são importantes, mas não significa que vamos abdicar dos testes de campo", declarou Euler em evento online do portal Tele.Síntese.

Notícias relacionadas

O impacto do atual cenário de pandemia nas empresas também é algo que o órgão regulador considera para possíveis ajustes no edital. "O valor de mercado das empresas, capacidade de geração de caixa, dentro outros aspectos, são o motor dos investimentos. É preciso avaliar o alcance da crise e, como isso, vai afetar o cronograma do edital nas próprias condições, em termo de preços de referência, abrangência e deployment", disse. 

Na visão do presidente, o Capex projetado também será influenciado pela grande variação cambial do real frente ao dólar neste ano, incluindo o custo médio ponderado do capital, tanto próprio das operadoras como de terceiros. A implantação da própria rede poderia ser atrasada, a depender da cadeia de suprimentos de hardware, como telefones e chipsets. 

A receita também pode sofrer no período, com redução da demanda do consumidor (pela falta de mobilidade) e do poder aquisitivo com a crise macroeconômica que acompanha a de saúde pública. "Tudo isso acaba refletido nas condições editalícias de investimentos e compromissos."

5G para retomada econômica

Embora consiga ver um impacto da covid-19 em curto e médio prazo para o início do 5G no País,  Leonardo Euler acredita que a visão de longo prazo continua importante. Há inclusive oportunidade de a tecnologia trazer efeitos positivos. "De uma forma ou de outra, o 5G vai ser importante para a retomada econômica por causa dos ganhos de produtividade e possibilidades em tudo que vem junto com a tecnologia", declara. 

Euler lembra que a crise impulsionou a transformação digital e o avanço da conectividade em áreas como a telemedicina. "Por isso não podemos paralisar a agência ou sobrestar a agenda em função da crise. A gente tem que ter consciência que impacta condições de edital e leilão, mas o 5G vai ser importante para a retomada econômica. Por isso precisamos seguir [com o leilão], ainda que ele possa ser impactado como foram os testes de campo".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.