Ericsson compra divisão de IPTV da Microsoft

Os rumores já eram fortes e os recentes investimentos da Ericsson na área de IPTV denunciavam uma ambição maior. Dessa forma, não foi surpresa o anúncio feito pela empresa sueca nesta segunda-feira, 8, da compra da divisão Mediaroom, área da Microsoft dedicada à plataforma de TV por assinatura. Sem ter seu valor revelado, a transação deverá ser completada no segundo semestre do ano. O negócio da Microsoft funciona em Mountain View,  Califórnia, e emprega mais de 400 pessoas espalhadas no mundo. A divisão será incorporada à unidade de negócios em soluções e suporte da Ericsson.

Com a aquisição, a Ericsson ficará com uma participação de mais de 25% no mercado de soluções de IPTV e multitela do mundo. A Microsoft foi o único vendor a conquistar uma posição relevante no mercado de IPTV. O Mediaroom é o middleware escolhido para as plataformas de TV paga por protocolo IP nas operadoras brasileiras Telefônica/Vivo e Oi (e suas controladoras europeias) no Brasil, além da AT&T U-verse, Deutsche Telekom, Portugal Telecom, Telefónica de España, Telus e Swisscom e outras cerca de 20 operadoras ao redor do mundo.

O grande desafio daqui para a frente será a integração de plataformas. Hoje, a maior parte dos clientes da Microsoft no Mediaroom tem como integrador a Alcatel Lucent, incluindo a Oi no Brasil. No caso da Telefônica, a própria Ericsson é a integradora no país. Com isso, haverá um desafio adicional aos clientes do Mediarrom sobre como passar de um integrador (ALU) para a Ericsson. Ainda não há nenhuma sinalização a esse respeito, já que a concretização do negócio ainda deve demorar. Também ainda não há sinalização da Microsoft sobre como ficará a integração com as plataformas XBox e WindowsPhone, que já estava em andamento para alguns clientes.

Em comunicado à imprensa, o vice-presidente sênior e diretor de negócios da unidade de soluções e suportes da Ericsson, Per Borgklint, afirma que a transação faz parte da estratégia de sociedade conectada da empresa. A aquisição deixará a companhia com uma base de mais de 40 clientes, servindo mais de 11 milhões de domicílios assinantes no mundo. O Mediaroom é oferecido em 22 milhões de set-top boxes nas Américas, Europa e região da Ásia-Pacífico.

Segundo a companhia sueca, o mercado total de IPTV no mundo está estimado em 76 milhões de assinantes atualmente, com receitas de US$ 32 bilhões. O potencial é que cresça para 105 milhões de acessos e US$ 45 bilhões em receitas em 2015.

Mudança de foco

Em um post no blog oficial da Microsoft, a empresa confirmou o acordo com a Ericsson, afirmando que a venda é "mutuamente benéfica e alinhada estrategicamente para ambas as partes". Com a venda, a companhia irá "dedicar todos os recursos de TV para o Xbox", seja pelo próprio console ou em smartphones, tablets e PCs.

Isso sugere uma estratégia mais voltada a serviços over-the-top (OTT), mas não significa que a companhia esteja querendo desfazer laços com os provedores de infraestrutura. "Queremos fazer parceria com a indústria para entregar a próxima onda de inovação em jogos e entretenimento de consumo. Queremos fazer parceria com criadores de conteúdo, estúdios, gravadoras, redes, agregadores de conteúdo, operadoras e distribuidoras para fazer isso acontecer", diz o comunicado, atribuído ao vice-presidente de marketing, estratégia e negócios da área de entretenimento interativo da Microsoft, Yusuf Mehdi. "Acreditamos que o futuro do entretenimento doméstico será onde a TV se torne mais simples, personalizada e inteligente", ressalta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.