Só full unbundling bastará, diz executivo da Telefônica

Eduardo Navarro, da Telefônica, também diz que, conforme entendimentos feitos com a Anatel, bastará fechar contratos de full unbundling, sem a necessidade também do bitstream e de line sharing, para obter as licenças. Tanto é assim que as negociações que vinham sendo feitas para a oferta de full unbundling com SLEs como a Diveo e LinkSat foram interrompidas. "Com as mudanças, preferimos privilegiar as negociações do full unbundling com as concessionárias para apressar o processo", afirma. A Anatel, no entanto, por meio de seu superintendente de serviços privados, Jarbas Valente, não confirma a informação e diz que falta ainda a agência definir o preço final no acordo com a Vésper.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.