Telefonia fixa volta a cair em janeiro

Foto: Jean Scheijen/FreeImages.com

A quantidade de acessos de telefonia fixa continuou a cair em janeiro, segundo dados divulgados pela Anatel nesta sexta-feira, 8. Foram 547,8 mil acessos a menos do que dezembro do ano passado, totalizando 37,759 milhões de linhas ao todo. Comparado com janeiro de 2018, a redução foi de 2,522 milhões de contratos.

Desse total, 16,363 milhões de linhas eram de autorizadas, após uma redução de 1,28% (212,7 mil linhas) no mês. Comparado a janeiro do ano anterior, a queda foi de 3,20%, ou 541,6 mil contratos a menos. O grupo Claro Brasil (Claro, Embratel e Net) encerrou o primeiro mês de 2019 com a maior participação nesse mercado (62,41%), total de 10,213 milhões de linhas. Em seguida vêm a Vivo, com 26,32% (4,306 milhões de acessos); e TIM, com 5,48% (897,8 mil linhas). O Estado de São Paulo apresentou a maior base, com 5,499 milhões de linhas fixas, seguido pelo Rio de Janeiro, com 1,969 milhão de linhas; e Paraná, com 1,508 milhão de acessos.

As concessionárias, por sua vez, somaram 21,395 milhões de acessos. Comparado a dezembro do ano passado, a redução foi de 1,54% (335 mil desligamentos). Contra janeiro de 2018, a queda foi de 8,47%, ou 1,980 milhão de desconexões. A Oi tem mais da metade (56,04%) desse mercado, totalizando 11,991 milhões de linhas. A Vivo contava com 39,83% de market share, ou 8,522 milhões de contratos. São Paulo registrou 8.694.544 linhas fixas, seguido pelo Rio de Janeiro, com 2.410.919 linhas; e Minas Gerais, com 2.289.665 linhas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.