Anatel quer fim dos limites ao número de operadoras móveis

De acordo com o conselheiro da Anatel José Leite Pereira Filho, o aumento significativo da competição nos serviços móveis no Brasil permitirá que, a partir de agora, a agência possa alterar o limite de outorgas por área de prestação de serviço no País. Na visão de Leite, não há mais porque limitar a presença de mais um ou dois competidores especialmente em algumas áreas: ?O limite passa a ser a disponibilidade de faixas de freqüência e não mais o número de outorgas?, afirmou Leite. A Anatel também acredita que chegou a hora de regulamentar a presença das operadoras virtuais, as MVNOs, em determinados mercados: ?A presença destas operadoras poderá aumentar a rentabilidade da rede de uma operadora?, afirmou.

WiMax

Acerca da possibilidade de utilizar a tecnologia WiMax para a prestação de serviços móveis, Leite lembrou que a licitação em curso prevê o oferecimento do serviço pelo SCM ou pelo STFC, ambos fixos. Para que o WiMax seja utilizado de forma móvel, seria necessário atribuir estas faixas de freqüência ao SMP ou transformar o SCM em um serviço com mobilidade irrestrita.
José Leite Pereira Filho participou nesta quinta, 8, da abertura do 1o Fórum Acel, evento realizado pela Associação Nacional de Operadoras Móveis (Acel) em conjunto com a TELETIME

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.