Setor vai investir 22,8% mais em 2008, informa a Abeprest

Para a Abeprest – Associação Brasileira de Empresas de Soluções de Telecomunicações e Informática, 2008 terá um mercado aquecido. Uma pesquisa realizada pela entidade pelo sexto ano consecutivo aponta que as operadoras de telefonia fixa e móvel devem investir entre R$ 13,5 bilhões e R$ 14,5 bilhões em 2008, um aumento de 22,8% em relação aos R$ 11,8 bilhões previstos para 2007. De acordo com o levantamento, 32% do total de investimento estimado para este ano, o equivalente a R$ 4,5 bilhões, será direcionado para a área de prestação de serviços (instalação, construção, expansão, manutenção e operação de redes). O montante é 11,6% superior ao investimento projetado para 2007 e o maior valor investido no segmento nos últimos anos. A pesquisa aponta também que estes investimentos serão 60% provenientes das operadoras fixas e 40% das celulares. Segundo Silvio de Carvalho Vince, presidente da associação, os números de 2007 confirmaram as previsões da entidade no ano passado, fornecendo aos associados uma ferramenta de planejamento importante para investimentos na qualificação e especialização da mão de obra que será importante diferencial neste ano.

Banda larga

Em 2008, os investimentos das operadoras fixas devem aumentar 3%, passando de R$ 2,6 bilhões para R$ 2,7 bilhões. O grande impulsionador será a banda larga e novos serviços, como IPTV, além de da continuidade de projetos piloto Fiber To The Home (FTTH), visando a oferta de banda larga de alta capacidade em regiões de alto poder aquisitivo.

Notícias relacionadas
As operadoras celulares têm investimentos previstos de R$ 1,8 bilhão, uma alta de 27% em relação à projeção de 2007 (R$ 1,4 bilhão) devido às redes redes 3G e aumento dos gastos com manutenção para a melhoria da qualidade. A pesquisa mostra que as operadoras fixas têm como foco a oferta triple play e a concentração dos fornecedores para manutenção da planta em prestadoras de serviços de maior porte. Já as celulares se voltarão para a convergência, com oferta de serviços de dados, e ambas darão destaque aos estudos sobre portabilidade numérica em 2008.
Para a "6ª Fase da Pesquisa Banco de Dados", da Abeprest, foram realizadas 83 entrevistas com executivos das operadoras de telefonia fixa, celular, VoIP, TV por assinatura, fornecedores, integradores e prestadores de serviço. O estudo completo pode ser adquirido junto à Abeprest.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.