Publicidade
Início 5x5TecSummit AWS: Cada 1% de governo digital soma 0,5% ao PIB do Brasil

AWS: Cada 1% de governo digital soma 0,5% ao PIB do Brasil

Umberto Mancebo, da AWS

A computação em nuvem tem sido um apoio ao governo em seus processos de transformação digital. E isso faz sentido, porque, segundo apresentou Umberto Araújo, líder de vendas de governo no time AWS setor público, durante o 5×5 TEC Summit – Governo, realizado nesta segunda-feira, 06/12, a cada 1% de governo digital se acrescenta 0,5% no produto interno bruto no país e há um aumento de 0,13 ponto no IDH (Índice de Desenvolvimento Humano).

“Enquanto governo, viemos da era analógica, com império do papel; passamos para o processo eletrônico com a automação dos processos internos, e agora é o momento digital, focando no cidadão e em atender às demandas da era digital. A geração nova vem digital e demandando serviço com rapidez”, alertou o executivo da AWS.

A transformação digital do governo passa, como apontou Araújo, por políticas públicas baseadas no melhor uso dos dados; pela melhora constante dos serviços ao cidadão; por proporcionar economia para o governo; e pela geração de novos empregos. A AWS tem trabalhado com o governo provendo cursos gratuitos com objetivos como capacitação profissional. “Temos interesse em ser o grande provedor de nuvem, mas entendemos que o processo de transformação digital é mais amplo”, apontou Araújo.

Notícias relacionadas

Em sua palestra, ele apresentou casos de uso da nuvem.  Entre outros exemplos, falou sobre a migração e a modernização do Sistema Eletrônico de Execução Unificado (SEEU), que controla a entrada e saída do sistema prisional brasileiro.

“Conseguimos levar o sistema para arquitetura gerenciada e distribuída. Com isso, passou a suportar uma média de 35 milhões de requisições por dia com picos de 3,7 milhões por hora e 1.100 por segundo, com um tráfego de dados de saída de 800 GB por dia e picos de 90 GB por hora”, afirmou, mostrando o efeito prático do uso da nuvem no segmento governamental.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário Cancelar resposta

Sair da versão mobile