TIM projeta 60 usinas para geração de energia renovável em 2021

No âmbito de seu Projeto Nacional de Geração Distribuída, a TIM pretende contar com 60 usinas de energia renovável (solar, hídrica e biogás) para consumo próprio em 2021. A expectativa é gerar mensalmente 38 GWh de energia e atender mais de 80% da demanda interna da operadora no ano que vem.

A meta foi publicada nesta segunda-feira, 7, junto com um balanço do projeto. Até setembro deste ano, a operadora teve 62% do consumo de energia oriundo de fonte renovável, superando a meta interna estabelecida de 60%, de acordo com as informações.

Para tal, foram implementadas 24 usinas de energia solar, hídrica e de biogás até o mês de outubro. Elas são responsáveis pelo fornecimento de 15 GWh, atendendo a mais de 8 mil unidades consumidoras (UCs), como antenas, torres de telecomunicações e lojas próprias da TIM.

Notícias relacionadas

"Este ano [2020], mesmo com a pandemia, pretendemos chegar a 36 usinas, superando 78% de consumo com energia de fonte renovável até dezembro", afirmou o chefe de suporte aos negócios da TIM, Bruno Gentil. "Em 2021, queremos expandir usinas solares, e, até 2025 reduzir os custos com energia, usando os recursos excedentes na revitalização constante da rede", completou.

Aumento de consumo

Segundo a operadora, há "previsão do aumento de consumo elétrico causada pela expansão da cobertura de banda larga e da telefonia móvel" no ano que vem, aumentando a necessidade de iniciativas de eficiência. O projeto de energia renovável da TIM conta hoje com 30 concessionárias e 14 fornecedores parceiros.

1 COMENTÁRIO

  1. Excelente iniciativa, com isso a empresa se aproxima de sua independência energética e se torna muito mais competitiva a curto e médio prazo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.