Fundo P2 Brasil cria empresa para alugar antenas às teles

O fundo P2 Brasil criou uma empresa para atender à demanda por infraestrutura das operadoras, principalmente na telefonia móvel. A companhia, uma joint-venture com o Grupo Promon, se chamará Highline do Brasil e será focada em construir e comprar ativos para o setor, incluindo sites de torres e estruturas em topos de edifícios.

Notícias relacionadas
A ideia da Highline é alugar estes ativos para as operadoras por meio de contratos de longo prazo. O fundo P2 aportou na empresa, inicialmente, R$ 300 milhões, dinheiro vindo de capital próprio.

Recentemente a Vivo vendeu parte de suas torres para terceiros e outras operadoras sinalizam que podem adotar essa estratégia. É o caso da Oi, que recentemente aprovou em seu conselho de administração a venda de ativos imobiliários.

Com essas medidas, de repassar a terceiros os ativos que não fazem parte de seu core business, as operadoras começam a precisar menos de capex, sobretudo num momento de expansão da infraestrutura móvel por causa do 4G.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.