Apple é proibida de usar marca iPad na China

A Apple perdeu na Justiça chinesa o direito de usar no país a marca iPad, que pertence a uma firma chamada Proview Technology, com sede em Hong Kong. Em 2009, a Apple conquistou o direito de utilizar o nome iPad junto à empresa britânica IP Application Development por 35 mil (o equivalente a US$ 54,6 mil), que o transferiu para ela pouco antes do lançamento do tablet. Mas a Proview manteve o poder sobre a marca na China, razão pela qual entrou com processo contra a Apple.

Notícias relacionadas
O Tribunal Popular Intermédio de Shenzhen, cidade onde a Apple monta boa parte dos iPads vendidos em todo o mundo, rejeitou o pedido de exclusividade sobre a marca, na última terça-feira, 6, sustentando que a Proview tem o registro do termo desde o ano ano 2000. Após ler a sentença, representantes legais da Proview  garantiram que a empresa pedirá à Apple 10 bilhões de yuans (US$ 1,6 bilhão) devido à violação de direitos de propriedade intelectual, segundo informam agências internacionais.

Com a negativa da Justiça chinesa, a Apple terá de vender seus iPads com um novo nome na China, lugar onde os equipamentos vêm obtendo enorme sucesso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.