Vivo lança primeira aplicação de mobile learning com aula de inglês no celular

No mundo, aproximadamente 1 bilhão de pessoas estudam inglês e outras 4 bilhões somente não o fazem por falta de tempo. Os dados são de um levantamento feito pela provedora israelense de plataformas móveis de ensino La Mark, que, de olho nesse imenso contingente, está levando o ensino do inglês ao celular, novidade que acaba de chegar ao Brasil. Denominado Kantoo English, o software estará disponível somente para os clientes da Vivo, inicialmente em 33 handsets de todas as gamas do portfólio da operadora. O serviço é cobrado semanalmente, ao custo de R$ 3,99, e dá direito a cerca de 250 exercícios interativos, 3,1 mil frases, 2,6 mil arquivos de áudio, 1,2 mil palavras de vocabulário, 800 imagens, além de comunidade de relacionamento e jogos em inglês. "Para estimular a dinâmica das aulas pelo celular e o uso intenso da plataforma, o usuário é isento de qualquer custo com downloads e tráfego desses dados, pagando somente a assinatura semanal", ressalta André Andrade, gerente de marketing de SVA da Vivo.
De acordo com a CEO da La Mark para a América Latina, Rocio Del Campo, a companhia levou quatro anos entre a pesquisa e o desenvolvimento da nova plataforma de mobile learning, que envolveu o trabalho conjunto de uma equipe de profissionais de diferentes países, como especialistas em linguística, pedagogia, inovação, tecnologia sem fio e interatividade. "O principal diferencial dessa plataforma é a possibilidade de o usuário praticar tanto a fala quanto a escuta, escrita e leitura do inglês. Tudo isso por intermédio de sessões curtas, de alguns minutos, com praticidade e conveniência, na hora e no local que ele quiser", diz. O serviço já está disponível a mais de 100 mil usuários no Chile, desde junho, e Venezuela, desde novembro do ano passado. "Nesses locais, 94% desses usuários avaliaram o sistema como muito bom para aprender inglês, 95% consideram o aplicativo fácil de ser baixado no celular e 92% recomendam o serviço para a prática do inglês", comemora. "A intenção é obter o mesmo nível de satisfação no Brasil", acrescenta.
Mobile learning
A parceria exclusiva com a La Mark, segundo Andrade, representa mais do que o lançamento de um serviço, é principalmente o ingresso da operadora na era do mobile learning, mercado que, segundo informações de mercado, cresce a uma média anual superior a 20%. Ele enxerga em eventos de porte mundial, como a Copa do Mundo de 2014 e nas Olimpíadas de 2016, que serão realizadas no Brasil, boas oportunidades para a disseminação do serviço. "Todo o setor de serviços, desde o taxista até o vendedor, as agências de turismo terá de aprimorar o inglês para receber bem os turistas. Nada melhor do que fazê-lo via celular, que está presente na vida de todos os brasileiros de todas as faixas sociais", diz. E outros lançamentos não estão descartados. "Planejamos desenvolver outras aplicações de mobile learning, além do inglês, como espanhol, francês, ensino de microinformática e até alfabetização", revela.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.