Para governo dos EUA, investimentos em infraestrutura precisam casar com inovação

A secretária de comércio dos EUA, Penny Pritzker (uma espécie de ministra do desenvolvimento) esteve nesta quinta, 6, no encerramento da INTX 2015, evento dos operadores de TV a cabo que se aconteceu esta semana em Chicago. O sentido da presença da secretária faz parte da estratégia dos operadores de banda larga de tentar mostrar para o governo que as regras de Internet colocadas pela FCC trarão um impacto negativo para a atividade econômica, pelo desincentivo a investimentos. Pritzker ressaltou que o governo não pode se focar apenas no desenvolvimento econômico de áreas rentáveis mas que precisa se preocupar com as regiões menos assistidas.

Notícias relacionadas
Também disse que é objetivo do governo incentivar investimentos e espera que as operadoras entreguem até agosto um plano com medidas e sugestões para fomentar a implantação de redes. "Temos todo o interesse em diminuir as barreiras à expansão da infraestrutura de banda larga", disse ela, que tem sob sua estrutura um comitê de banda larga preocupado justamente com esse tipo de medida.

A secretária ressaltou, contudo, que em 2009 já mais de um terço do crescimento norte-americano vinha de áreas inovadoras que não existiam há uma década, e que a maior parte da criação de futuros empregos também virá dessas áreas, daí a preocupação do governo em garantir um ambiente competitivo que fomente a inovação. Ela também conclamou a indústria a se unir com o governo nas respostas que precisam ser dadas a questões como cyber-segurança, sob o risco de que iniciativas regulatórias de outros países possam representar um risco aos interesses comerciais dos EUA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.