Zed começará atuação no Brasil com portal off deck

A estratégia da espanhola Zed para seu primeiro ano de atuação no mercado brasileiro já está traçada. O primeiro passo será a oferta do Club Zed, um portal off deck que vende conteúdo móvel através do modelo de assinatura semanal. Serão oferecidos ringtones, wallpapers, games e vídeos. A razão de começar por esse serviço é conquistar rapidamente a conexão com todas as operadoras locais, o que será feito através da contratação de um integrador, cujo nome deve ser definido ainda este mês. O lançamento do Club Zed deve acontecer dentro de poucos meses. "Queremos ser líderes entre os portais D2C (direct to consumer)", afirma o country manager da Zed no Brasil, Eduardo Sartori. Seus principais concorrentes são Dada, Playphone e Zero9.
O passo seguinte será a oferta dos chamados "mega promos". Trata-se de promoções que envolvem a venda de um conteúdo móvel atrelado ao sorteio de prêmios. Esse modelo vem sendo adotado por diversas operadoras brasileiras desde o segundo semestre do ano passado. A Zed garante todo o investimento em mídia e promete arcar com o custo dos prêmios.
Zed TV
Outra aposta da companhia é o licenciamento de programas de TV com interatividade. Tal como a Endemol, a Zed também desenvolve formatos de programas para TV. A diferença é que suas criações são pensadas desde o início com o objetivo de conter forte interação via celular com os telespectadores. Obviamente, toda a parte de interatividade fica sob responsabilidade da Zed. Um exemplo é o programa "Instantly Rich": nele, duas pessoas escolhidas via SMS tentam convencer o público de que merecem ficar milionárias. Durante a exibição do programa, os telespectadores são incentivados a votar por SMS em uma das duas. Ao fim, o participante que receber mais votos ganha o prêmio de R$ 1 milhão. "Instantly Rich" é sucesso na Espanha e na Argentina.
Escritório
Ao longo do ano Sartori deve contratar alguns profissionais para compor o time da Zed no Brasil. Sua estimativa é ter entre seis e dez funcionários no escritório local até dezembro. "Preciso de um gestor de conteúdo, uma pessoa para definir mídia e um responsável pela interface técnica com os escritórios da Zed na Espanha e na Venezuela", explica o executivo.
A Zed é uma das maiores empresas de serviços de valor adicionado (SVA) do mundo. Em 2008, a empresa registrou um faturamento próximo a US$ 800 milhões.
Tela Viva Móvel
Sartori participará como debatedor no painel "White label Vs assinatura: quem vence?", que será realizado no dia 20 de maio, durante o 9º Tela Viva Móvel, evento organizado pela Converge Comunicações no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo. Para mais informações, acesse: www.telavivamovel.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.