Nova tecnologia de bateria de alumínio promete maior durabilidade e recargas rápidas

Uma das principais barreiras para a evolução dos celulares atuais é a falta de progresso na tecnologia das baterias, que ainda são feitas com um material volátil (lítio-íon) e com vida útil ainda longe do ideal. No entanto, cientistas da Universidade de Stanford anunciaram na segunda, 6, que conseguiram construir com sucesso um protótipo de bateria de alumínio-íon que permite não apenas uma carga ultrarrápida, mas com maior durabilidade, baixo custo de componentes e muito mais segura do que as atuais. O estudo foi publicado no mesmo dia no jornal científico Nature, mas ainda não foi divulgado quando a tecnologia poderia entrar em fase comercial.

Notícias relacionadas
Segundo o professor químico e um dos responsáveis pelo projeto Hongjie Dai, a nova bateria recarregável poderia substituir inclusive as pilhas alcalinas. "Nossa bateria não pega fogo, mesmo se você perfurá-la", disse ele em comunicado da Stanford. A bateria utiliza dois eletrodos, um negativo de alumínio e outro cátodo positivo. Segundo Dai, após vários testes com diferentes materiais, a descoberta veio por acidente: a solução encontrada foi o grafite, que é basicamente carbono.

Ainda de acordo com o acadêmico, a recarga dessa bateria de alumínio é mais rápida do que as atuais – em vez de passar horas para carregar um smartphone, ela levaria apenas um minuto. Outra vantagem é a vida útil: enquanto uma bateria de lítio-íon normal tem em média apenas mil ciclos de recarga, a de alumínio aguentaria mais de 7.500 sem nenhuma perda de capacidade. O material utilizado também seria importante para a fabricação de produtos flexíveis, já que o alumínio tem essa propriedade – basta ver os recentes casos do iPhone 6 e do Samsung Galaxy S6, aparelhos fabricados com carcaça de alumínio e que "entortam" ao se aplicar determinada pressão.

Apesar de todas as vantagens, o protótipo desenvolvido pela equipe de Dai ainda precisa melhorar a voltagem, que oferece cerca de metade do que uma de lítio apresenta. "Mas melhorando o material do cátodo poderia eventualmente aumentar a voltagem e a densidade de energia. De outra forma, nossa bateria tem tudo o mais que você sonharia para uma bateria: eletrodos baratos, boa segurança, carregamento de alta velocidade, flexibilidade e ciclo de vida longo", disse ele no comunicado da universidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.