Ericsson aposta suas fichas na banda larga móvel

A tecnologia de banda larga móvel é cada vez mais a menina dos olhos da Ericsson, inclusive no Brasil. No ano em que completa 55 anos de produção no país, a companhia anunciou que investirá US$ 15 milhões ao longo de 2009 na implantação e operação de uma unidade de produção de módulos eletrônicos para estações radiobase (ERBs), além de equipamentos de transmissão e core, inaugurada hoje.
Sediada na planta de São José dos Campos (SP), a nova área produzirá 10 mil ERBs ao ano, sendo metade deste volume voltado ao emergente e disputado mercado de banda larga móvel. Se este plano se confirmar, a Ericsson produzirá somente em 2009 quase 30% de todas as 35 mil ERBs que já fabricou e instalou na América Latina e África desde o início da era da telefonia celular na região, há aproximadamente 12 anos.
Um total de 50 especialistas e engenheiros de diversas áreas, como eletrônica, telecomunicações, robótica e mecatrônica, foram contratados, o que representa um acréscimo de 15% no quadro geral de funcionários da unidade fabril de São José dos Campos.
Outras tecnologias
A Ericsson anunciou também que já tem investimentos planejados até 2013 em tecnologias avançadas, como o HSPA, LTE (4G), Blade, Opto (GPON) e SmartEdge. "Com isso, a Ericsson reforça sua vocação de vanguarda na multiplataforma, uma vez que confia na coexistência e complementaridade das tecnologias de acesso à prova de futuro", disse a presidente da Ericsson Brasil, Fátima Raimondi.
Brasil em alta
Segundo Fátima Raimondi, o novo aporte reforça a posição privilegiada e estratégica do Brasil no plano de negócios da Ericsson. "O Brasil, junto com Índia, China e Suécia, está no seleto grupo dos quatro países nos quais a Ericsson tem plantas fabris e, ainda por cima, produz o portfólio completo de soluções. E também temos aqui centro de pesquisa e desenvolvimento (no município de Indaiatuba, SP) e centro de treinamento", comemora. Além dos equipamentos e soluções de rede, a companhia oferece serviços de integração de sistemas, projeto, implantação, gerenciamento e manutenção de redes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.