Telebras abre consulta para terceirizar centro de gerência de redes

A Telebras anunciou nesta segunda-feira, 7, uma consulta pública sobre proposta de contratação de uma empresa terceirizada para operar o centro de gerência de redes e serviços da estatal.

Localizado em Brasília, o chamado Centro Integrado de Gerência de Redes (CIGR) é responsável pela operação e gerenciamento de todos os equipamentos e tecnologias que compõem a infraestrutura da Telebras, assim como os serviços providos para clientes e parceiros.

Segundo o termo de referência publicado pela estatal, o serviço engloba rede com backbone operacional de 28.880 km e potencial de chegar a 32.491 km nos próximos anos. A Telebras também concentra 355 estações em operação, entre pontos de presença (PoPs) de backbone e metropolitanos, terminais remotos e repetidoras de rádio.

Notícias relacionadas

A infraestrutura é atualmente utilizada para o atendimento de diversos entes da Administração Pública Federal direta e indireta, além de provedores e empresas de telefonia. A rede ainda fornece conectividade entre as estações terrestres do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC) e os centros de operação espacial situados em Brasília e Rio de Janeiro.

Pelos termos submetidos à consulta, a contratação de uma empresa especializada para gerência teria vigência de 60 meses. Segundo a estatal, a decisão pela terceirização trará "mais agilidade e qualidade na prestação do serviço". Entre as vantagens do processo licitatório apontadas pela empresa estão:

  • a rápida mobilização de recursos para atendimento de projetos como a ativação de redes complexas ou de início da operação do comercial do SGDC, que demandam aumento de equipes em curto espaço de tempo;
  • a atuação com profissionais com certificações e treinamentos específicos, atuando em escalas e regimes de trabalho que não possuem paralelo no plano de cargos e remuneração da Telebras;
  • a busca por empresas que atuem "no estado da arte das tecnologias e de conhecimento de gerenciamento de redes e serviços";
  • a correta identificação dos custos associados à operação da rede da Telebras.

A proposta em consulta pode receber contribuições a partir desta terça-feira, 8, com prazo de encerramento no dia 28 de março. Mais detalhes podem ser conferidos neste link.

Deixe seu comentário