Revista de auditores em aeroportos pode afetar produção eletroeletrônica

Foto: Fancycrave.com / Pexels

A norma da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) que obriga auditores da Receita Federal que trabalham em aeroportos a passarem por revista física antes de ocuparem seus postos na aduana estaria impactando negativamente a dinâmica do setor eletroeletrônico brasileiro. De acordo com a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), "a medida tem provocado atrasos nos desembaraços aduaneiros, gerando prejuízos com paralisações de plantas industriais, além do aumento dos prazos e custos de armazenamento das mercadorias nos pátios da Infraero".

Há associadas que relatam um aumento de dois para 15 dias no tempo de distribuição das mercadorias importadas após a edição da norma; dessa forma, o aumento de custos de armazenagem pode crescer até seis vezes em certos casos. Ambos no estados São Paulo, os aeroportos de Guarulhos e Viracopos (Campinas) seriam os mais problemáticos, de acordo com comunicado da Abinee. A entidade não descarta que algumas empresas parem suas linhas de produção ainda nesta semana, uma vez que o setor atua no sistema just-in-time – que envolve estoques reduzidos.

"A Abinee considera preocupante a demora do governo em resolver o assunto, que já se arrasta por mais de um mês. É inadmissível que, em um cenário econômico em que se busca o aumento da produtividade e a desburocratização dos setores produtivos, haja tanta demora para solucionar um problema que impacta diretamente a indústria e outros segmentos da economia", pontuou a associação do setor eletroeletrônico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.