TELETIME e CCOM/UnB promovem debate sobre novo modelo de telecom

Augusto Costa Fotografia

No próximo dia 14 de fevereiro acontece em Brasília/DF, o Seminário Políticas de (Tele)Comunicações, evento tradicional que há 16 anos analisa as mudanças e tendências na conjuntura político-regulatória do setor de comunicações. O evento é organizado conjuntamente pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB). A edição deste ano é centrada em dois temas: o novo modelo e a tendência de consolidação entre empresas de mídia e empresas de telecomunicações. O debate sobre o novo modelo começa com uma mesa com presença do presidente da Anatel, Juarez Quadros, e dos presidentes da Oi (Marco Schroeder) e Telefônica, Eduardo Navarro, além do professor Murilo Ramos  (Comunicação, CCOM/UnB).

Ajustes ao modelo

Em seguida uma análise sobre os ajustes regulatórios e as adaptações necessárias ao novo modelo, com presença do conselheiro da Anatel, Igor de Freitas, o diretor de banda larga do MCTIC, Arthur Coimbra, e os vice-presidentes de assuntos regulatórios da TIM (Mário Girasole) e Oi (Carlos Eduardo Monteiro), além do professor Márcio Iório (Direito, CCOM/UnB).

Políticas digitais

Na parte da tarde, a discussão é sobre  políticas públicas que tenham o ambiente digital e a banda larga no centro das discussões. Carlos Lopez Blanco, diretor global de assuntos regulatórios da Telefónica, faz uma apresentação, ao lado do secretário de telecomunicações André Borges. Debatem sobre o tema o professor titular da UFRJ, Marcos Dantas; o vice-presidente de assuntos regulatórios da América Móvil, Oscar Petersen; e o presidente da Abrint, Erich Rodrigues.

Consolidação

O evento termina com a discussão sobre a tendência de consolidação entre empresas de mídia e empresas de telecomunicações, com presença de Michael Hartman, vice-conselheiro legal do grupo DirecTV (controladora da Sky e controlada pela AT&T, que recentemente adquiriu o grupo Time Warner, nos EUA); o presidente da Abert, Paulo Tonet Camargo; e o advogado Marcos Bitelli, que debatem com Carlos Baigorri, superintendente executivo da Anatel; e Alexander Patez Galvão, superintendente de análise de mercado da Ancine, as implicações desta tendência no Brasil, onde há limitações legais e uma regulação específica para propriedade cruzada de empresas de telecom e comunicações.

O evento acontece no auditório da Finatec/UnB, em Brasília. Mais informações sobre a programação e inscrições pelo site do evento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.