Alcatel-Lucent decide trocar de CEO depois de resultados de 2012

O CEO mundial da Alcatel-Lucent, Ben Verwaayen, decidiu não se candidatar à reeleição ao cargo. Formalmente, ele está, com isso, pedindo demissão, mas permanece no posto até que seja encontrado um substituto. Na prática, o conselho da Alcatel-Lucent decidiu trocar o comando da empresa depois dos resultados conseguidos nos últimos anos.

Nesta quinta, dia 7, a empresa divulgou seu balanço de 2012. As receitas foram de 14,4 bilhões de euros, 5,6% a menos do que em 2011. Prejuízo de 1,34 bilhões de euros no ano, contra um lucro de um pouco mais de 1 bilhão de euros em 2011.

A empresa perdeu receitas no segmento de redes wireless (3,4 bilhões de euros, contra 4,1 bilhões em 2011) e redes óticas (2 bilhões de euros em 2012 contra 2,6 bilhões em 2011). Mas ganhou em redes IP (1,9 bilhões de euros contra 1,3 bilhões de euros em 2011). As maiores quedas de receita foram na Europa (17%), Ásia (12%), e América do Norte (9%). No restante do mundo, onde o Brasil se inclui, o crescimento das receitas foi de 2%. A Alcatel sinalizou que espera ver uma recuperação das compras na China e na América do Norte, mas não falou sobre perspectivas para a Europa. Os maiores mercados são América do Norte (40%), Europa (27%), Ásia (17%) e o resto do mundo representa apenas 16% das receitas da Alcatel-Lucent.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.