Tablets e smartphones puxarão recuperação da indústria de eletrônicos em 2013

Nem smart TVs, nem televisões 3D. A salvação da lavoura para a indústria de eletroeletrônicos continuam sendo os smartphones e os tablets. Esses dois produtos serão os principais vetores de crescimento em 2013, que farão esse setor evitar uma nova queda em sua receita global. A previsão da Consumer Electronics Association (CEA) é de que esse mercado alcance uma receita mundial de US$ 1,105 trilhão em 2013 (alta de 4%), puxada por crescimentos de 25% e 22% nas receitas com tablets e smartphones, respectivamente. Todas as outras categorias de produtos sofrerão queda em receita, exceto consoles de videogame.

A receita global com tablets e smartphones representará em 2013 cerca de 40% do total da indústria de eletroeletrônicos. Serão US$ 354 bilhões com smartphones e US$ 87 bilhões com tablets. Em 2012 foram US$ 274 bilhões e US$ 70 bilhões, respectivamente.

Trata-se de uma repetição do que aconteceu em 2012. No ano passado, smartphones e tablets foram as únicas categorias a registrar aumentos (60% e 38%, respectivamente), sendo responsáveis por evitar uma queda pior: o setor registrou diminuição de 1% em sua receita global, estimada em US$ 1,058 trilhão em 2012.

Para analistas da CEA, está acontecendo uma "appzação" da indústria. Muitos dos equipamentos de hardware estão se transformando em softwares. Desta forma, embora os smartphones e os tablets canibalizem as vendas de laptops e outros produtos, eles ao menos evitam uma queda drástica.

Emergentes

O setor também precisa agradecer aos países emergentes. São eles que vão segurar o crescimento em 2013 e impedir uma nova queda de receita. Os destaques, segundo a CEA, são China, Índia, Brasil, Indonésia e Filipinas. A participação dos países emergentes na receita global de tablets subirá de 23% para 27%, entre 2011 e 2013. Em smartphones, o share dos emergentes passará de 46% para 58% no mesmo intervalo. Esse crescimento na participação se deve ao bom desempenho da economia desses países e à redução nos preços desses produtos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.