Vivo usará faixa de 1.800 MHz para turbinar 2G

A Vivo, empresa de telefonia móvel do grupo Telefônica, usará a faixa de 1.800 MHz para aumentar a capacidade de sua banda larga de segunda geração (2G), ou seja, para abrir expaço para a expansão dos serviços de voz. A faixa nunca havia sido utilizada pela Vivo, pois só foi adquirida recentemente. A operação em 1.800 MHz dará vazão à demanda por serviços de telefonia e Intenet nas regiões Norte, Nordeste, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Paraná e Santa Catarina, onde já está em operação, e em São Paulo, onde será ativada esta semana.

Notícias relacionadas
Com isso, o chip da Vivo funcionará em 100% dos aparelhos GSM desbloqueados e aumentará em 50% a capacidade de tráfego nas redes 2G da empresa. “Isto dará fôlego, especialmente à expansão no Nordeste”, afirma Paulo César Teixeira., CEO da empresa.

2,5 GHz

A Telefônica trabalha com  a previsão de disputar o leilão de 4G e não pede o seu adiamento, mas volta a repetir o desejo de discutir uma alternativa que evite às empresas gastos elevados na compra de espectro. "Seria mais interessante para o País que o modelo de venda das licenças previsse contrapartidas de cobertura e atendimento em lugar apenas de um leilão pelo espectro", diz Antônio Valente, presidente do grupo. Ele ressalta, contudo, que ainda não há nenhuma conversa formalizada com o governo nesse sentido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.