Amdocs registra lucro de US$ 113,50 milhões no terceiro trimestre

A Amdocs divulgou na noite desta terça-feira, 6, resultados referentes ao terceiro trimestre de 2012, considerado pela companhia como o quarto trimestre do ano fiscal de 2012. No período, o lucro cresceu tanto na comparação de trimestres quanto no acumulado do ano, enquanto a receita teve leve alta e as despesas, de maneira geral, aumentaram.  A empresa atribuiu a performance ao andamento dos negócios de gestão de serviços e parcerias com operadoras, incluindo a TIM no Brasil.

Entre os meses de julho e setembro, o lucro da companhia cresceu 8,5%, totalizando US$ 113,50 milhões. No acúmulo dos nove meses do ano, foram US$ 442,47 milhões, crescimento de 9,4% em relação ao mesmo período do ano anterior.

A receita da empresa subiu 1,2%, fechando o trimestre com US$ 822,12 milhões, somando as receitas de licença com as de serviço. No acumulado de janeiro a setembro, a Amdocs somou US$ 3,246 bilhões em 2012, contra US$ 3,177 bilhões em 2011, alta de 2,1%. Em contrapartida, os custos operacionais (incluindo gastos com itens como licença, serviço, pesquisa e desenvolvimento) aumentaram também, com cerca de US$ 9 milhões a mais do que no 3T11, totalizando US$ 708,62 milhões atualmente. No acúmulo de meses do ano, as despesas foram de US$ 2,804 bilhões.

Em comunicado à imprensa, o CEO da Amdocs, Eli Gelman, afirmou que o trimestre com resultados positivos reflete a estabilização na operadora norte-americana AT&T (que mostrou estagnação na base de acessos no último relatório trimestral), crescimento de dois dígitos nos mercados emergentes e execução de margem operacional consistente. A companhia ainda realizou a recompra de US$ 106 milhões em ações ordinárias e, no final de setembro, adquiriu um total de 25% das ações que estavam por saldar em abril de 2010.

Gelman ressaltou o crescimento na América do Norte, lembrando que as aquisições e fusões entre operadores na região possam levar oportunidades à Amdocs em longo prazo, embora afirme também que isso pode trazer incertezas para 2013 já que as transações estão em contingência. A companhia anunciou que a operadora Sprint continuará a parceria com serviços gerenciados até 2021, incluindo a adição da base de assinantes da Virgin Mobile à plataforma da Amdcos.

De maneira similar, disse o executivo, acordos com clientes novos e existentes em mercados emergentes ajudaram no bom desempenho da companhia. Além do anúncio da parceria com VimpelCom, na Rússia, Eli Gelman destacou o acordo com a TIM Brasil, anunciado em agosto e com duração de cinco anos para gestão de sistemas de suporte operacionais nos serviços fixos e móveis de telefonia e banda larga da tele brasileira. Uma parceria para a solução TIM Fiber já havia sido anunciada março deste ano no País.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.