Venda do Skype para Microsoft deve ser aprovada pela União Europeia

A Microsoft está prestes de obter a aprovação da compra do Skype pela Comissão Europeia, órgão executivo da União Europeia, segundo o Financial Times. O agente Joaquin Almunia revelou ao jornal britânico que o órgão deve dar sinal verde à transação, apesar das reclamações de empresas rivais sobre a vinculação do software de telefonia via internet com Windows e o pacote de escritório Office.

Notícias relacionadas
A decisão sem imposição de sanções seria um alívio para a Microsoft por permitir a incorporação da empresa de telefonia via internet sem atraso no cronograma. A fabricante de software argumentou que, ao unir o Skype e seus 145 milhões de usuários, estaria aumentando os recursos e funcionalidades de seus produtos já existentes. Ao ser questionada a respeito de rumores sobre o suporte do Skype em outros sistemas operacionais, além do Windows, a Microsoft também prometeu que o software estará sempre disponível para plataformas concorrentes, inclusive sistemas operacionais móveis como o iOS, da Apple, e o Android, do Google.

Outra alegação de empresas concorrentes para tentar impedir o negócio é que a Microsoft teria de abrir os dados do Skype a fim de permitir a interoperabilidade do software com outros aplicativos. Sobre isso, a Microsoft argumenta que os consumidores não estão restritos apenas ao uso do Skype, e prover acesso às informações solicitadas iria requerer um grau de padronização que não existe no consumo de software de comunicação.

A compra já foi aprovada em junho pela Comissão de Comércio Federal dos Estados Unidos, mas ainda está pendente em órgãos reguladores na Russia, Ucrânica, Sérvia e Taiwan.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.