TI é o grande obstáculo nas teles para oferta de serviços convergentes

As infraestruturas de TI são vistas pelas áreas de marketing das operadoras como um empecilho para o desenvolvimento de pacotes de serviços convergentes. Dos executivos que já tentaram integrar os sistemas de cobrança e políticas de gerenciamento na base atual, 10% não tiveram sucesso. Outros 80% não consideram que os sistemas de política de gestão existentes, implantados para apoiar os casos relacionados com a rede, podem suportar aplicações mais complexas como planos de dados através de múltiplas linhas de negócios, métodos de pagamentos e limites de despesas.

A informação é de uma pesquisa global encomendada pela Amdocs, fornecedora de softwares e serviços de gerenciamento de clientes, divulgada nesta quinta-feira, 6. A pesquisa foi realizada entre maio e julho de 2011 pela consultoria analítica Heavy Reading e os resultados são baseados em 64 entrevistas qualitativas com tomadores de decisão dos departamentos de marketing e tecnologia da informação de 32 operadoras em todo o mundo.

Quase todos os executivos de marketing (83%) das operadoras de comunicação trabalham em parceria com as áreas de TI para a disponibilização de serviços inovadores aos assinantes.

O levantamento constatou que as operadoras de mais de 90% dos entrevistados planejam pacotes com novas linhas de negócios e modalidades de consumidor e métodos de pagamento. Entre as formas de cobrança, 86% das teles pretendem ter pacotes do tipo “combo”; 82%, planos de dados singulares para dispositivos móveis; e 67%, planos de dados familiares. Aproximadamente 85% dos entrevistados veem a necessidade de integrar capacidades de cobrança e políticas de gerenciamento, o que permitirá que as operadoras ofereçam melhor experiência ao consumidor baseada no modelo de dispositivo, status da rede, informações do cliente por todas as linhas de negócios, entre outros.

Segundo a analista sênior da Heavy Reading, Ari Banerjee, “o trânsito de pacotes na rede está aumentando com a popularização de tablets e smartphones”, o que acelerará o surgimento de novos planos e pacotes no mercado e sistemas inovadores “voltados à experiência do usuário”. Por isso, ela destaca a “importância das operadoras em integrar suas capacidades de cobrança e políticas de gerenciamento para habilitar as futuras estratégias de preço para serviços de dados”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.