Inatel desenvolve solução para levar 5G ao campo

Luciano Mendes, coordenador de pesquisas do CRR, do Inatel, apresenta a solução 5G Long Range

[Publicado no Mobile Time] O Inatel desenvolveu uma solução para levar cobertura 5G para áreas remotas. Batizada como "5G Long Range", ela está em processo de patenteamento e o instituto brasileiro trabalha para que seja incluída no release 17 do padrão 5G, que deve ser publicado entre 2025 e 2026.

Em um teste com a sua solução, o Inatel conseguiu levar uma velocidade de 57 Mbps a 50 Km de distância, entre as cidades de Santa Rita do Sapucaí/MG e Campos de Jordão/SP, usando 5G sobre UHF. Dependendo da frequência usada, o alcance e a velocidade variam.

O 5G Long Range interessa para países com vasta extensão territorial e áreas de baixa densidade populacional. "China, Índia, Austrália e EUA poderiam se beneficiar. Até a Finlândia demonstrou interesse, por causa da sua região norte, que tem baixa densidade populacional", comentou Luciano Mendes, coordenador de pesquisas do Centro de Referência em Radiocomunicações (CRR) do Inatel. Ele relatou que a Ofcom, agência reguladora de comunicações do Reino Unido, também está apoiando a iniciativa do Inatel, pois havia criado algo parecido em 4G mas não conseguiu obter os mesmos resultados que os brasileiros em 5G.

Se por acaso a solução não for incluída no padrão de 5G, o Inatel poderá adaptá-la para software e disponibilizá-la no mercado como um produto proprietário.

A pesquisa do 5G Long Range já dura 4 anos e meio. O projeto conta com apoio da Ericsson.

*O jornalista viajou a Santa Rita do Sapucaí a convite da TIM Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.