Oi investirá R$ 227,4 milhões em redes LTE em 450 MHz no Brasil

O Ministério das Comunicações aprovou quatro projetos de investimento apresentados pela Oi para uso da faixa de 450 MHz no âmbito do Regime Especial de Tributação da Banda Larga (REPNBL).

Notícias relacionadas
A faixa de 450 MHz será usado pela operadora para levar telefonia e Internet às áreas rurais do Mato Grosso, Rio Grande do Sul, Goiás, Brasília, Distrito Federal e Mato Grosso do Sul, conforme portarias publicadas nesta quarta, 6, no Diário Oficial da União.

Tratam-se das primeiras redes em 450 MHz desoneradas pelo programa, que oferece isenção de PIS/Cofins e IPI para os equipamentos de rede desoneradas. O investimento total da Oi nessas redes soma R$ 227,4 milhões.

Mas mais do que isso, a Oi é a primeira das operadoras brasileiras a oficializar (ainda que por meio da publicação da aprovação dos projetos) uma rede comercial LTE em 450 MHz no País – e a segunda do mundo. A primeira operadora a anunciar implantação comercial de uma rede LTE em 450 MHz foi a finlandesa Ukkoverkot no final de junho, que contratou a Huawei para fazer o projeto fim-a-fim de migração da rede CDMA que opera na frequência.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.