Anatel defende posição sobre pagamentos de MMDS

O presidente da Anatel, João Rezende, disse que a agência reguladora já se posicionou em relação ao pagamento das teles às operadoras de MMDS para a liberação da faixa de 2,5 GHz para o uso do 4G. “Defendemos a decisão da Anatel e não vamos abrir mão disso. Estamos ganhando 95% dos casos na justiça”, disse.

Para entrar na faixa, as operadoras precisam pagar R$ 314 milhões no total, valor dividido de acordo com o tamanho da faixa adquirida por cada uma. A TIM e a Vivo já pagaram suas partes (um sexto do total e um terço, respectivamente) antes do vencimento no final de julho. No entanto, A Oi e a Claro, também com valores de um terço e um sexto, recorreram à justiça para contestar a decisão.

“Isso não será um problema, não vamos levar esse tipo de pendência para o leilão de 700 MHz. Antes de novembro, isso já estará resolvido. As operadoras com essas pendências não poderão participar do leilão”, afirmou Rezende.

O presidente da Anatel encontrou com a imprensa em entrevista coletiva da On Telecom.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.