Vivo leva 4G e Internet das Coisas para produção de bioenergia da UISA

Braço para negócios B2B da Telefônica Brasil, a Vivo Empresas anunciou atuação em um projeto de conectividade 4G e aplicações baseadas em Internet das Coisas (IoT) para operações da UISA, uma das principais produtoras de bioenergia do País. A área coberta pela iniciativa (a Fazenda Guanabara) fica localizada no Mato Grosso e conta com mais de 88 mil hectares. 

Além da rede 4G, a infraestrutura de conexão fornecida inclui redes NB-IoT e LTE-M, específicas para suportar todas as aplicações em IoT do projeto (que irão desde sensoriamento do clima até telemetria agrícola). A Vivo ainda será responsável pela infraestrutura física que compõe a iniciativa, como a construção de torres, fornecimento de equipamentos eletrônicos para a prestação de serviço móvel e mais de 300 dispositivos baseados em IoT.

Com o projeto, a UISA espera ter uma produção mais digitalizada e eficiente. "Hoje o campo está automatizado, mas não temos os dados em tempo real. Não conseguimos estar online o tempo todo e assim, não tiramos proveito 100% das nossas automações", explica o gerente executivo de TI da empresa, Rodrigo Gonçalves.

"A conectividade é a base para trazer mais inteligência ao agronegócio. Priorizamos levar às empresas, como é o caso da UISA, um amplo ecossistema de inovação ao agronegócio, que além da conectividade embarca soluções inteligentes. Todos os projetos são integrados em plataformas exclusivas de gestão, com foco no aumento da produtividade com menor custo operacional e otimização de recursos", completou o head de IoT, Big Data e Inovação B2B da Vivo, Diego Aguiar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.