Maioria dos CIOs brasileiros vê computação em nuvem como crítica para o negócio

A computação em nuvem (cloud computing) tende a se firmar cada vez mais como um serviço para empresas que dependem da troca de informações com parceiros e clientes. No Brasil, 74% dos tomadores de decisão na área de TI – leia-se, CIOs – veem a adoção da desse conceito como importante para o negócio e 78% concordam que os processos de TI podem ser adaptados para a nuvem. Os dados são de um estudo  encomendado a Harris Interactive pela IntraLinks, fornecedora de data rooms virtuais. O levantamento foi realizado entre janeiro e fevereiro, com mais de mil CIOs em diversos países, sendo 127 brasileiros.

Notícias relacionadas
Questionados se acreditam que a computação em nuvem pode tornar os processos mais eficientes, 82% dos diretores de TI brasileiros disseram que sim, enquanto 56% dos americanos e 42% dos franceses têm a mesma avaliação. O estudo também revela que segurança é a prioridade para a adoção de serviços na nuvem: para 93% dos CIOs brasileiros, o foco dos fornecedores de soluções em cloud deve ser a "otimização da segurança".

A pesquisa mostra, ainda, que 68% dos entrevistados no mundo ainda usam e-mail como ferramenta principal para enviar e trocar arquivos grandes e dados sensíveis. No Brasil, 82% dos entrevistados afirmaram encontrar dificuldades no envio e compartilhamento de arquivos pesados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.