Telebrasil terá comitês setoriais

O novo presidente da Telebrasil, Antonio Carlos Valente, disse que espera que a entidade seja uma interlocutora de maior peso junto a setores do governo para reivindicações comuns. Congregando empresas de telefonia fixa, móvel e a indústria, a associação quer ter um papel mais preponderante na era da convergência de serviços.
Para incentivar a discussão entre associados, a Telebrasil criou núcleos como o Comitê de Operação e Serviços, Comitê de Ação Cidadã, Câmara Setorial de Soluções e Controvérsias, e a Câmara de Direito de Telecomunicações. "No futuro, entidades como Abrafix e Acel poderiam ser subcomitês da Telebrasil ao invés de entidades independentes", diz Valente.
Entre as principais questões do setor no momento está a desoneração tributária e o uso dos fundos setoriais para o incentivo da banda larga.

Notícias relacionadas
Sobre o PL/29, Valente disse que o projeto é uma boa plataforma, abarcou o que é possível no momento e que se parasse agora traria mais desvantagens do que vantagens para o setor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.