Publicidade
Início Newsletter Reformulação da Lei do SeAC é uma das prioridades de Bolsonaro, diz...

Reformulação da Lei do SeAC é uma das prioridades de Bolsonaro, diz Faria

O ministro das Comunicações, Fabio Faria, apontou a reformulação da legislação do Serviço de Acesso Condicionado (SeAC) está como uma das prioridades do governo, depois do leilão do 5G, e que o presidente Jair Bolsonaro possui interesse direto no assunto.

“Temos vários grupos de trabalho. Um deles é o que está fazendo a revisão do SeAC. Várias empresas que estão observando o mercado do SeAC brasileiro esperam uma sinalização para investirem no país”, disse Faria no evento “Diálogos Conexis Brasil”, promovido nesta quinta-feira, 6, pela Conexis Brasil Digital, entidade que reúne as principais operadoras de telecomunicações do Brasil.

O chefe do Ministério das Comunicações disse ainda que já fez reuniões com diversa destas empresas interessadas em investir no setor audiovisual brasileiro. Porém, não citou quais empresas são essas.

Notícias relacionadas

O GT

O Ministério das Comunicações criou em novembro de 2020, um grupo de trabalho destinado a elaborar estudos e uma proposta de atualização do marco jurídico do Serviço de Acesso Condicionado, ou simplesmente TV por assinatura, regido pela Lei do SeAC (Lei 12.485/2011).

O grupo, criado pela Portaria 1.277/2020, deverá apresentar proposta de atualização do marco jurídico-regulatório referente aos mercados de produção, programação, empacotamento e distribuição de conteúdo audiovisual com base nas recomendações feitas pela OCDE. A entidade apresentou na semana passada seu relatório referente ao mercado de telecomunicações e radiodifusão e indicou a necessidade de reforma na legislação do SeAC assim como a unificação da atividade regulatória, hoje dividida entre Ancine e Anatel.

Em fevereiro deste ano, o MCom publicou a Portaria 1.867/2021, que traz os nomes dos representantes do grupo de trabalho. Segundo apuração do TELETIME, o GT ainda não realizou sua primeira reunião. Pela portaria, as reuniões ordinárias do colegiado ocorreriam a cada 30 dias e os trabalhos devem ser concluídos em até 90 dias, contados a partir do primeiro encontro, com possibilidade de prorrogação, a critério da presidência do grupo de trabalho.

As reuniões ordinárias do colegiado ocorrerão a cada 30 dias e os trabalhos devem ser concluídos em até 90 dias, contados a partir do primeiro encontro, com possibilidade de prorrogação, a critério da presidência do grupo de trabalho.

Na ocasião, a Portaria indicou para compor o GT:

Secretaria de Telecomunicações
Titular: Nathália Almeida de Souza Lobo (Presidente do GT), Diretora de Políticas para Telecomunicações.
Suplente: Pedro Lucas da Cruz Pereira Araújo, Diretor de Aprimoramento do Ambiente de Investimentos em Telecomunicações.

Secretaria-Executiva
Titular: Liza Fernanda F. Ribeiro Villas-Bôas, Gerente de Projeto.
Suplente: Caroline Menicucci Salgado, Gerente de Projeto.

Anatel
Titular: Nilo Pasquali, Superintendente de Planejamento e Regulamentação.
Suplente: Priscila Honório Evangelista, Gerente de Acompanhamento Econômico.

Secretaria de Radiodifusão
Titular: Rodrigo Cruz Gebrim, Diretor do Departamento de Inovação, Regulamentação e Fiscalização.
Suplente: Otavio Viegas Caixeta, Chefe de Gabinete.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile