Oi investe R$ 100 milhões em tecnologia de sinalização

A expansão da rede de sinalização da Oi e uma série de projetos a ela relacionados serão realizados com tecnologia nacional. A operadora assinou nesta terça-feira, 6, três novos contratos com a Trópico, o CPqD e a AsGa Sistemas, que somam R$ 50 milhões. Desde que foi iniciada a troca da rede de sinalização, há quatro anos, com a adoção do padrão 7IP, desenvolvido pelo CPqD e por técnicos da Oi, o investimento da operadora nesse projeto é da ordem de R$ 100 milhões.
Pelos contratos assinados, a Trópico se encarregará de instalar em todos os 16 Estados de atuação da Oi, servidores com o padrão 7IP, hoje presentes em 11 Estados. A AsGa, por sua vez, utilizará as informações fornecidas pelos servidores 7IP na implantação da portabilidade numérica em telefonia fixa na rede da Oi. O CPqD, pelo novo contrato, fornecerá uma solução de envio automático de ordens de serviço para técnicos que fazem o gerenciamento externo da rede.
Para o presidente da Oi, Luiz Eduardo Falco, a contratação de tecnologia nacional para o core de rede da operadora pode marcar o início de um novo ciclo virtuoso de desenvolvimento da indústria brasileira de telecomunicações. Na primeira fase de troca da rede de sinalização, há quatro anos, a Tekelec era uma das fornecedoras. Nessa nova fase, a multinacional foi preterida pelos parceiros brasileiros. "Temos mais agilidade em responder aos problemas da Oi que nossos concorrentes estrangeiros. Isso acontece porque a Oi não é apenas mais um cliente para a gente. Ela é o cliente", explicou José Ellis Ripper, diretor presidente da AsGa.

Notícias relacionadas
Os equipamentos de sinalização podem ser descritos como a "inteligência da rede". Eles são responsáveis pela troca de diversos sinais que verificam, entre outras coisas, se o número para o qual se telefona existe, se está ocupado etc.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.