Redução do Fistel ainda impactou pouco a IoT, diz diretor da American Tower

Diretor de fibra e desenvolvimento de negócios da American Tower, Daniel Laper

Apesar de ter sido sancionada em dezembro de 2020, ainda é difícil sentir o impacto da Lei 14.108/2020, que isenta dispositivos de Internet das Coisas e M2M de pagamento de Fistel, Contribuição para o Fomento da Radiodifusão Pública (CFRP) e de Condecine pelo prazo de cinco anos. Na opinião do diretor de fibra e desenvolvimento de negócios da American Tower, Daniel Laper, a questão vai além dos benefícios tributários. 

Questionado se já é possível mensurar se o mercado de Internet das Coisas foi impulsionado pela legislação, Laper disse que houve pouco impacto e que é preciso ainda ganhar escala. "Na prática, no IoT muitas vezes vem o dilema do ovo e da galinha: um volume grande permite ao preço cair, e quando o preço cai leva ao aumento do volume", afirma ele. Mas ele ressalta que o negócio para esse mercado deveria ser de "bits, centavos e bilhões". 

A questão é que, se por um lado há redução de tributos na conexão em si, ainda há vários elementos da cadeia toda que continuam sendo afetados e que poderiam ser beneficiados. "Acho que tem muito espaço para esse negócio acontecer, tem a cadeia toda", declara o diretor da American Tower durante participação no Fórum de Operadoras Inovadoras 2022, evento organizado por Mobile Time e TELETIME, nesta quarta-feira, 6. 

Notícias relacionadas

Parceria público-privadas

Uma das estratégias da companhia é a de parcerias com poder público. Laper citou pesquisas que identificaram no mercado 460 iniciativas de parcerias público-privadas em iluminação pública, com projetos totalizando R$ 18 bilhões, e R$ 1,8 bilhão previstos em investimentos privados apenas para 2022. Caso de uso citado pelo executivo é o do Recife, que foi a primeira capital a instalar sistema de telegestão com a tecnologia LoRaWAN em larga escala para conectar 10 mil luminárias com gestão remota, medição de consumo individualizado, dimerização (controle da intensidade da luz). 

A rede LoRaWAN da American Tower é uma rede neutra lançada já há três anos, e que contabiliza 5 bilhões de mensagens transmitidas, 5 milhões de conexões em acordos firmados e uma cobertura de 67% do PIB nacional, incluindo todas as capitais. A companhia ainda tem rede neutra fixa com a infraestrutura de 24 mil km de fibra, além de 23 mil torres. No ecossistema de IoT, a operadora tem 130 parceiros, 200 soluções e 16 acordos de cooperação tecnológica. Além disso, contabiliza 18 pilotos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.