CVM faz novas exigências para aprovar OPA da Telefônica

A Telefônica enviou à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) nesta segunda, 6, comunicado ao mercado para avisar que, em conjunto com os bancos coordenadores da Oferta Global, divulgará novo prospecto preliminar e novo aviso ao mercado para a oferta pública de distribuição primária de ações ordinárias e preferenciais. Isso porque a própria CVM enviou na semana passada um ofício à companhia comunicando que fará exigências para aprovar o processo, o que demandaria novo anúncio da oferta confirmando ou revendo o cronograma estimado – as demandas não foram reveladas. Com isso, a empresa concede prazo de cinco dias úteis para os investidores que já tenham apresentado as solicitações de reserva possam confirmar os pedidos (caso não se manifestem, estará confirmada a reserva).

Notícias relacionadas
A oferta, que tem como objetivo ajudar a financiar a operação para incorporar a GVT e espera arrecadar pelo menos R$ 15,8 bilhões, tem como coordenador líder o Banco Itaú BBA. Como demais coordenadores, estão Morgan Stanley, Bank of America Merrill Lynch (como agente estabilizador), Santander, Bradesco, BTG Pactual, Credit Suisse, JP Morgan, Goldman Sachs e HSBC.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.