Ajuste contábil reduz patrimônio líquido da BrT

A Oi, nova controladora da Brasil Telecom, enviou comunicado à CVM na última sexta-feira, 3, informando uma redução de R$ 1,3 bilhão no balanço patrimonial da BrT em função da adoção de novas metodologias contábeis, dentro do processo de revisão e conciliação de práticas e estimativas. As rubricas que foram alteradas, para se alinharem à metodologia utilizada por TNL e TMAR, foram: contingências judiciais, plano de pensão e provisão para devedores duvidosos. Dessa forma o patrimônio líquido da BrT passa a ser de R$ 5,76 bilhões.
Os novos controladores da BrT informam também que foi contratada uma empresa especializada para preparação de um laudo destinado à alocação do preço de compra. A forma pela qual os valores serão refletidos no lançamento contábil da companhia será definido neste laudo, que ainda não foi concluído, e com término do precesso de revisão e conciliação de práticas e estimativas contábeis.
Com isso, a operação de compra da BrT, que já tinha sido realizada por um valor bem acima do valor de mercado, em função da desvalorização da bolsa entre a data de formatação do negócio e a efetiva compra, fica ainda menos vantajoso, do ponto de vista financeiro, para a Oi.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.