Rede Ipê tem conexão elevada com acordo com a Telefônica/Vivo

A Telefônica/Vivo elevou a conexão de banda larga de 13 instituições de ensino e pesquisa conectadas à chamada rede Ipê da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP). O acordo faz parte das obrigações impostas à companhia pela Anatel pela aquisição do controle integral da Vivo em 2010.

Entre as instituições beneficiadas estão o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), que saiu de uma conexão de 155 Mbps para 10 Gbps; e a Universidade Federal de São Carlos, que saiu de uma conexão de 1 Gbps também para 10 Gbps. Algumas instituições como a Unicamp passaram a ter conexão de 40 Gbps.

Foi realizada nesta quarta, 6, uma demonstração dos benefícios da nova velocidade para as análises dos dados meteorológicos pelo Inpe. "É muito bem-vindo o aumento da capacidade de rede neste momento. Com esse aumento, o tempo de entrega das imagens que é de 3 a 4 minutos cairá enormemente", afirma o diretor do Inpe, Leonel Perondi.

A solenidade teve a participação do presidente da Telefônica/Vivo, Antônio Carlos Valente, e dos ministros Paulo Bernardo e Marco Antônio Raupp, das Comunicações e da Ciência e Tecnologia, respectivamente, além do presidente da RNP, Nelson Simões.

Simões destaca que, no caso do Inpe, o aumento da velocidade da rede é importante porque as imagens dos satélites de imageamento da Terra são transmitidas para as antenas em Cuiabá, mas todo o processamento para fins meteorológicos acontece em Cachoeira Paulista (SP).

Segundo ele, o acordo prevê a conexão gratuita pelo prazo de cinco anos. Depois disso, a RNP e a Telefônica/Vivo deverão negociar um preço pela banda. Nelson Simões, contudo, acredita que a Telefônica/Vivo enxergue na iniciativa um caráter de "responsabilidade social". Outras 50 universidades ou centros de pesquisa atendidos pela RNP no estado de São Paulo ficaram fora do acordo, mas poderão ser objeto de uma outra negociação entre RNP e Telefônica/Vivo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.