Para CEO da KPN, iPhone é "inútil"

O CEO da holandesa KPN, Ad Scheepbouwer, descartou o iPhone da Apple, o qual classificou de ?inútil?, de acordo com o noticiário internacional. O executivo apresentou os resultados da companhia, na terça-feira, 5, e disse que os direitos exclusivos da T-Mobile para o telefone, na Alemanha, não afetaram as vendas do braço da KPN naquele país, a E-Plus. Entretanto, ao falar dos resultados do quarto trimestre alinhados com as expectativas, Scheepbouwer disse que a KPN poderia se interessar em vender o iPhone na Holanda, onde o equipamento ainda será lançado. ?Eu tive um e achei que era um telefone muito inútil, para ser honesto?, afirmou o executivo para o Financial Times. ?A bateria acaba antes da hora. Não gostei do touch screen (acesso via toque na tela). Seria mais feliz em vendê-lo. Temos metade do mercado na Holanda e esperamos ser parte da escolha (como representantes do iPhone).? O executivo admitiu já ter falado com a Apple, mas argumentou desconhecer quando a empresa planejava fazer o lançamento para os holandeses.
Segundo Scheepbouwer, foram vendidos 70 mil unidades do iPhone na Alemanha, desde novembro, o que ele não considera um volume expressivo comparado com as 700 mil adições líquidas de novos clientes da E-Plus no quarto trimestre.
O lúcro líquido do grupo holandês foi de 1,58 bilhões de euros (US$ 2,3 bilhões) no quarto trimestre ante 426 milhões um ano antes. A diferença expressiva é principalmente por causa dos ganhos de impostos da E-Plus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.