Como a TIM pretende monetizar pesquisas com a base de clientes

Anunciada nesta semana pela TIM, a realização de pesquisas junto à sua base de clientes deve ser uma nova fonte de receitas para a operadora, após começar como uma ferramenta de uso interno. No momento, a empresa já negocia o serviço com potenciais clientes.

"Nós começamos fazendo pesquisas internas e 'profilando' clientes, mas os resultados foram positivos e vimos que tinha aderência como um produto no mercado", explicou o head de estratégia e transformação da TIM, Renato Ciuchini, em entrevista a TELETIME.

Segundo o executivo, um grande grupo do ramo de educação deve se tornar um dos primeiros clientes da solução, em acordo que deve ser anunciado nas próximas semanas; a ferramenta também é utilizada no âmbito da parceria da operadora com o C6 Bank. A vertical de pesquisas será o primeiro componente de uma nova área da TIM, voltada para a monetização de dados.

Notícias relacionadas

Permissão

No momento, cerca de 7 milhões de clientes autorizaram ser contatados pela ferramenta. Ciuchini destaca que abordagens segmentadas também poderão ser utilizadas.

Pelas respostas, os usuários são normalmente brindados com bônus de Internet. Como a TIM estuda também a realização de enquetes mais longas (com dez perguntas, por exemplo), recompensas maiores também são avaliadas. "A plataforma permite não só gerar uma receita adicional, como também gerar valor para o cliente final", afirma Ciuchini.

Carteira digital

Outra pesquisa já realizada a partir da nova ferramenta (cujo parceiro tecnológico é a Upstream) trata do mercado de carteiras digitais (e-wallets). A TIM é uma entusiasta de um modelo único do serviço reunindo todas as operadoras.

Ciuchini conta que os resultados foram animadores: 60% dos respondentes afirmaram já conhecer o conceito de carteiras digitais. Entre eles, 50% sinalizaram confiar em um produto do gênero lançado pelas operadoras, enquanto 61% classificaram a e-wallet como muito atrativa caso bônus de Internet sejam ofertados.

(Com informações adicionais de Mobile Time). 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.