TIM reforça rede para suportar banda larga móvel de 42 Mbps

A TIM pretende adotar o padrão HSPA+ com dupla portadora no ano que vem, o que lhe permitirá alcançar uma velocidade teórica de 42 Mbps. Apenas duas operadoras latino-americanas optaram por essa tecnologia até o momento: a Entel e a Movistar, ambas no Chile. Para tanto, a TIM está reforçando a capacidade de backhaul em seus sites nos estados do Rio de Janeiro e de São Paulo. A empresa vai trocar links alugados da Oi e da Telefônica por sua fibra óptica própria, graças à recente compra da AES Atimus, que detém uma rede de 5,5 mil km de fibra nos dois estados do Sudeste.

Notícias relacionadas
Até dezembro, serão desligados 1 mil links da Oi no Rio de Janeiro. E até março do ano que vem, será a vez de outros 3,5 mil links da Telefônica em São Paulo. De acordo com o CTO da TIM, Antonino Ruggiero, são conexões de apenas 8 Mbps. No lugar delas chegará fibra com capacidade de 300 Mbps. "Não adianta ter espectro se você não se conectar a uma capacidade adequada", disse o executivo. Graças a esse reforço no backhaul, a TIM poderá migrar em breve para o padrão HSPA+ de 21 Mbps, com uma portadora, e, em seguida, para a versão de duas portadoras, com 42 Mbps. O reforço em capacidade será útil também para a migração futura para a quarta geração (4G) no padrão LTE (Long Term Evolution).

Expansão

Paralelamente, a TIM negocia troca de capacidade em sua rede com outras operadoras em outras cidades do País. A meta é conseguir mais 6 mil Km de fibra até o fim de 2012 a partir de acordos de troca. "Fibra em São Paulo e no Rio vale ouro", comparou Ruggiero, fazendo referência à rede herdada da AES Atimus. Somando isso tudo a outros 2 mil km de fibra em construção, a operadora terá 13,5 mil Km de fibra em áreas urbanas ao fim do ano que vem.

Concorrência

A Vivo foi a primeira operadora brasileira a anunciar o lançamento comercial de uma rede HSPA+ (no seu caso, de 21 Mbps), em São Paulo, há duas semanas. A Algar fez o mesmo em seguida, no interior de Minas Gerais, mas para fins de banda larga e voz fixas. As demais seguem testando a tecnologia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.