TIM quer unbundling na telefonia fixa

O unbundling na telefonia fixa junto com a portabilidade numérica são fatores considerados estratégicos pela TIM para sua oferta de serviços convergentes no futuro, afirmou o diretor comercial da operadora, Alvaro Moraes, durante o GSM Americas, realizado nesta quarta-feira, 5, no Rio de Janeiro. ?A concorrência na telefonia fixa é limitada. Há espaço para competirmos?, disse o executivo. A operadora espera que o unbundling finalmente avance no País em 2008.
A TIM adquiriu este ano uma licença de STFC e começou a oferecer serviços convergentes, como o TIM Casa Flex, em que o usuário pode usar um número fixo pelo celular quando está dentro de casa.

Banda larga

A TIM está disposta a participar do leilão de 3G em dezembro e aposta na oferta de serviços de banda larga móvel com tecnologia HSDPA (High Speed Download Packet Access). ?3G em HSDPA representa uma oportunidade de pulverização de banda larga no Brasil?, afirmou Moraes. Ele prevê que o número de acessos em banda larga no Brasil aumente de 7 milhões para 9 milhões até 2009.
Moraes disse também que a TIM avalia o uso de várias outras tecnologias de banda larga, como WiMAX, WiMesh e Wi-Fi. Por sinal, a operadora estuda a possibilidade de uma parceria com uma rede de hotspots Wi-Fi em aeroportos brasileiros, mencionou Moraes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.