Publicidade
Início Teletime Metade da população mundial terá Internet em casa em 2018, prevê Cisco

Metade da população mundial terá Internet em casa em 2018, prevê Cisco

Foi divulgado nesta quarta, 5, a quarta edição do Índice Global de Cloud da Cisco, que monitora o crescimento do tráfego de dados no mundo. Segundo o estudo, o tráfego dos data centers vai chegar a 8,6 zettabytes por ano, um crescimento de 23% na comparação com 2013. A maior parte dessa quantidade de dados (76,7%) trafega dentro do data center pelos serviços de armazenamento, autenticação etc. Depois, com 16,7% do total, aparece o tráfego entre os data centers e os usuários e, por último, com 6,6%, o tráfego entre data centers.

Notícias relacionadas
"Essa quantidade de dados equivale a todos os filmes produzidos até agora, todos os shows, todos os programas de TV e os transmitimos em alta definição 250 mil vezes", relata Rodolfo Molina, diretor de vendas para provedores de serviços na América Latina.

O estudo mostra também que está havendo uma rápida substituição dos data centers tradicionais pelos serviços na nuvem desde 2013. Ao longo dos próximos cinco anos o estudo prevê que o tráfego de data center deverá quase triplicar, sendo que 76% do total desse tráfego estará na nuvem.

Em 2018, 53% de todos os internautas residenciais em todo o mundo vão utilizar armazenamento em nuvem pessoal, e o tráfego médio de armazenamento em nuvem, por usuário, será de 811 megabytes por mês em 2018, comparado a 186 megabytes por mês registrados em 2013.

De acordo com o Índice Global de Cloud da Cisco, até 2018 metade da população mundial terá acesso residencial à Internet, sendo que cada usuário terá 4,5 devices conectados. Juntamente com o crescimento da penetração do acesso, cresce também o uso dos serviços na nuvem. Até 2018 a previsão é de que 53% de todos os usuários residenciais usem serviços de armazenamento na nuvem. A previsão é que esses serviços cresçam 17% entre 2013 e 2018.

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile